7 Tendências de Aprendizagem e Desenvolvimento para 2019

É a época do ano para que os profissionais de recursos humanos analisem o desempenho dos funcionários e começam a planejar suas necessidades de treinamento para 2019. Para qualquer negócio, o capital humano é seu maior ativo e a maior chave para atingir as metas do negócio. Como você pode preparar melhor suas equipes para um ambiente altamente competitivo? Através do treinamento.

Aprendizagem e tecnologia andam de mãos dadas. À medida que as inovações de alta tecnologia se aceleram, aumenta a oportunidade de criar melhores programas de treinamento corporativo e de entrega dos conteúdos demandados. Como Chief Learning Officer, da UNIVERSO CORPORATIVO, um dos fornecedores de aprendizado e desenvolvimento no mercado, aprendi que as organizações precisam de treinamento personalizado que incorpore tecnologia de ponta, suporte ao desenvolvimento profissional e incentivo ao envolvimento dos funcionários. Mais do que nunca, o treinamento está efetivamente fornecendo habilidades que combinam com a maneira como aprendemos em um mundo de alta tecnologia. Aqui estão sete das principais tendências de treinamento que você deve prestar atenção em 2019.

  1. DIRETORIA E RH TRABALHANDO JUNTOS PARA MELHOR ALINHAMENTO DE METAS.

O maior erro que vejo e que impede que os esforços de aprendizado e desenvolvimento de uma organização atinjam seu pleno potencial é a falta de planejamento e comprometimento da direção da empresa. Gestores que não planejam exatamente o que querem que os programas de treinamento e desenvolvimento proporcione como resultados estão desperdiçando recursos. Em uma cultura de aprendizado, a gerência e o RH trabalham juntos para definir os valores, processos e práticas que funcionários, departamentos e organização podem usar para aumentar seu desempenho e suas competências. Os conhecimentos e habilidades adquiridos e aplicados pelos funcionários são compartilhados livremente em uma cultura de aprendizagem, criando uma organização sustentável e adaptável.

  1. DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA FUTUROS OBJETIVOS ORGANIZACIONAIS.

Para manter a saúde continuada de sua empresa, a gerência deve se atentar aos funcionários com potencial de assumir futuras funções de liderança. Para os funcionários que ainda não desenvolveram este potencial, inicie imediatamente o treinamento em desenvolvimento de liderança, comunicação e habilidades para solução de problemas.

Os líderes sêniores podem ajudar a desenvolver futuros líderes e gerentes na empresa, sendo mentores e ajudando-os a acompanhar as demandas de suas atividades no presente e futuro. Melhorar o seu programa de desenvolvimento de liderança ajuda você a construir equipes ágeis e capazes de evoluir com os tempos.

  1. ENFATIZE AS HABILIDADES DE COMUNICAÇÃO.

À medida que as organizações se tornam mais diversificadas e ampliam seu alcance, os líderes da empresa veem o valor no desenvolvimento das habilidades sociais de seus funcionários, como inteligência emocional, colaboração e negociação. Na verdade, mais de 90% dos entrevistados em uma pesquisa da Deloitte de 2016 classificou as soft skills como uma “prioridade crítica”. Eles também indicaram que as habilidades sociais podem promover a retenção de funcionários, melhorar a liderança e construir uma cultura significativa.

No entanto, existe uma preocupação generalizada entre os recrutadores de que a lacuna de soft skills está se ampliando com os funcionários da Geração Z, a Geração Z é a definição sociológica para a geração de pessoas nascidas, em média, entre os anos de 1995 e 2010 que são tecnicamente experientes, mas com poucas habilidades socio comportamentais. O pessoal da área de desenvolvimento pode superar esse desafio oferecendo treinamento de habilidades pessoais aos funcionários e incentivando-os a aperfeiçoar suas habilidades sociais. Uma introdução ao treinamento de habilidades pessoais pode incluir a realização de sessões de brainstorming, nas quais os funcionários listam os usos possíveis para várias habilidades sociais que os ajudam a obter os melhores resultados para eles e seus pares.

  1. AUMENTAR A ‘GAMIFICATION’ DO TREINAMENTO.

Existe um equívoco sobre os programas de gamificação e treinamento no mundo real. Empresários insatisfeitos vão zombar da noção de gamificação porque acreditam que isso significa transformar seus programas de treinamento em videogames. Compreensivelmente, eles acham que um treinamento crítico e obrigatório, como os treinamentos exigidos para certificações, não deva ser equivalente ao Jogo clássico do Donkey Kong. O que eles não percebem é que a gamificação é simplesmente um processo de construção de um sistema de recompensa progressivo em treinamento que imita os videogames modernos.

Emblemas, pontos, tabelas de classificação e envolvimento da comunidade incentivam a experiência de treinamento on-line até mesmo para o aluno mais cansado. Alunos que não têm paixão e vontade de participar podem usar essas ferramentas como um trampolim até que sua motivação principal seja aproveitada.

  1. O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO COMO UM BENEFÍCIO PARA OS FUNCIONÁRIOS E ISCA PARA AQUISIÇÃO DE TALENTOS.

O treinamento pode ser um diferencial importante entre empresas que competem por talentos. Os funcionários querem trabalhar para organizações que fornecem desenvolvimento pessoal e profissional, e consideram um fator decisivo quando procuram um novo emprego ou determinam se devem permanecer com seu empregador atual. Aprendizado e desenvolvimento desempenham um papel fundamental no engajamento e retenção de funcionários. Aproveite o seu programa de treinamento e desenvolvimento como um incentivo para funcionários e adicione-o ao seu pacote de benefícios existente, juntamente com opções de programa de benefícios.

  1. O TREINAMENTO DEVE SER ORIENTADO NA NECESSIDADE DO PROFISSIONAL EM VEZ DE ORIENTADO A CONTEÚDOS RÍGIDOS.

No passado, o treinamento era focado exclusivamente em conteúdo era “tamanho único”, o que dificultava o engajamento do aluno. Hoje, devemos nos concentrar no aluno, incluindo sua experiência, ambiente de trabalho, desempenho e fluência tecnológica, para criar um programa de treinamento. Qualquer programa de treinamento eficaz é desenvolvido para o indivíduo e oferece atividades sociais para compartilhar suas experiências.

Ao treinar, pense em seus funcionários como ‘consumidores’. Eles estão acostumados a obter em suas buscas no Google 500.000 resultados por pesquisa, o YouTube reproduz automaticamente vídeos relacionados com base no que eles acabaram de assistir e o Netflix sugerindo que o conteúdo corresponde com base nos algoritmos de padrão de visualização. Para o consumidor de aprendizado, clipes de treinamento em seu canal do YouTube, uma sessão de treinamento em sala de aula, um MOOC (curso online massivo aberto) ou uma postagem compartilhada no Facebook Workplace são elementos que podem ser transformados em conteúdo de aprendizagem.

  1. Conteúdo digital e disponível em ‘mobile device’ são mais críticos do que nunca.

De acordo com um estudo de 2018 do LinkedIn, o maior desafio para o desenvolvimento de talentos é fazer com que os funcionários arranjem tempo para aprender. Os funcionários concordariam que não têm como parar suas atividades por longo tempo para ir a um treinamento. Oferecer seu treinamento em várias plataformas, como sala de aula, móvel e sob demanda, pode ajudar a eliminar a falta de tempo para os funcionários extremamente ocupados.

Essas sete tendências de aprendizado e desenvolvimento fornecem uma boa indicação de como voce deve estruturar seu plano de treinamento e desenvolvimento este ano.

Se precisar de ajuda, estou por aqui!

  • Facebook
  • Google+
  • LinkedIn
Desenvolvimento Organizacional, Destaques da Revista, Insights, People Strategy, Posts da Revista
Inscreva-se!
ASSINAR

Fique por dentro do mundo corporativo!

Assine nossa Newsletter e receba as novidades sobre o Universo Corporativo.
close-link